sexta-feira, 30 de novembro de 2012

a árvore e a lua

assim, assim eu vou riscando o branco...

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

não existe mais o que existia antes






É a pior morte, a do amor.


Porque a morte de uma pessoa

é o fim estabilizado,

é o retorno para o nada,

uma definição que ninguém questiona.

A morte de um amor, ao contrário, é viva.

O rompimento mantém todos respirando:

eu, você, a dor, a saudade,

a mágoa, o desprezo - tudo segue.

E ao mesmo tempo não existe

mais o que existia antes.


Martha Medeiros

domingo, 5 de agosto de 2012

FARTURA

é um petisco português, parecido com os churros brasileiros. Mas fartura de verdade é ter amigos que te levam para saborear essa delícia.

sábado, 7 de julho de 2012

porque hoje é sábado

e Helena Kolody é ótima companhia

Oscilação
A cada oscilar do pêndulo
algo se apaga
ou para nós termina

De segundo em segundo,
algo germina
ou para nós floresce.

domingo, 20 de maio de 2012

Arroz Doce não é Arroz de ontem

Tem gente que não gosta de Arroz Doce porque o relaciona com Arroz aproveitado de ontem.
Grande injustiça!
Arroz doce tem seus requintes, a começar pelo perfume que invade a casa quando a canela começa a ferver na água (bem pouca)que espera a xícara de grãs de arroz crus. Enquanto o arroz cozinha com o pau de canela, dois ou três cravos, um litro de leite gordo e uma pitada de baunilha, outro cheiro invade a cozinha: açúcar queimado que fará música quando receber sobre ele uma lata de leite condensado. Como em um baile bem orquestrado, tudo se mistura em uma única panela para depois ir a um prato e ser polvilhado com canela.
Uma delícia!
Arroz de ontem, serve para fazer bolinho de arroz! O da minha mãe não tem igual.
Mas isso fica para outro post.

domingo, 13 de maio de 2012

eu sei cozinhar



...do meu jeito
e o meu jeito é o jeito que a vontade se ajeita...
como em uma carroça de melancias a vontade vai se esgueirando entre os elogios das visitas (minha mãe é a que mais me elogia), os desejos do meu próprio estômago, o apetite de minha irmã Lígia e os dias de festa (gosto de ter a cozinha cheia de gente, risadas e conversas enquanto o cheiro da cebola no azeite enche a casa)
Hoje vou fazer Frango na Cerveja. Cebolas serão refogadas em azeite (tem que ser azeite, nada de óleo de outro vegetal qualquer). Depois de douradas o frango cortado em pedaços e temperado com sal grosso , pimenta, alho, uma folha de louro e cominho,  será dourado. Depois disso cerveja para cozinhar por 30 minutos. Uma concha de conhaque para flambar e quando o fogo desaparecer, mais 10 minutos de fogo. Quando estiver pronto e todos na mesa acrescentarei nata fresca e muito cheiro verde. Sirvo com arroz ou pão branco (o preferido dos meus filhos). Uma salada verde e pronto. Do meu jeito o dia das mães será repleto de alegria.

sábado, 5 de maio de 2012

voltei


... de um lugar sem nome
sem noites de sono,
sem dias de alegria.

a razão gritava, volte
o coração não obedecia 

como um moribundo os dias iam
alguns mais leves
outros impossíveis de carregar

 voltei diferente porque embarquei sem escudo
e com a alegria de uma menina que ia ser feliz

 voltei sem graça porque descobri que há coisas que não posso explicar
e muito menos mudar

 voltei mais cínica
e mais crítica
e mais tensa
e mais triste
e mais velha

voltei inacabada,
ainda incerta,
mas ainda com esperança ...quem sabe um dia

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

operator: A sopeira da minha bisavó

operator: A sopeira da minha bisavó

A sopeira da minha bisavó

Feita de porcelana, a sopeira da minha bisavó exibe a brancura marcada pelos anos na mesa da sala de estar em meio a livros de fotografia e de pintura. Entre livros tão ilustres e eruditos tenta parecer peça rara e se empertiga dando lustro na belezura para tentar sentir por si o amor esquecido no tempo. Livre da função de guardar a sopa aquecida, a sopeira nem se lembra mais do sabor do sal que teimava em grudar no recôncavo de suas curvas. Todas as noites, quando a luz da lua atravessa a janela, a sopeira sussurra saudade e a sala de estar se enche de poesia.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Foi bom conhecer

...o Hélio Leites.
Sujeito de fala mansa que cativa pela alegria e santa loucura.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

e um cd

Rodrigo Leão
lindo
Obrigada Miguel

voltei

depois de um mês viajando, voltei!
a grama está grande, a caixa de correio cheia de contas e uma linda carta do Chisco (meu novo sobrinho)