quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

operator: A sopeira da minha bisavó

operator: A sopeira da minha bisavó

A sopeira da minha bisavó

Feita de porcelana, a sopeira da minha bisavó exibe a brancura marcada pelos anos na mesa da sala de estar em meio a livros de fotografia e de pintura. Entre livros tão ilustres e eruditos tenta parecer peça rara e se empertiga dando lustro na belezura para tentar sentir por si o amor esquecido no tempo. Livre da função de guardar a sopa aquecida, a sopeira nem se lembra mais do sabor do sal que teimava em grudar no recôncavo de suas curvas. Todas as noites, quando a luz da lua atravessa a janela, a sopeira sussurra saudade e a sala de estar se enche de poesia.

sábado, 4 de fevereiro de 2012