quinta-feira, 22 de julho de 2010

quarta-feira, 21 de julho de 2010

terça-feira, 20 de julho de 2010

sussurros 3


Espinho, Portugal.
por conta dos argumentos apresentados pela prima e pelo Bressan, volto ao nome original: sussurros.

terça-feira, 13 de julho de 2010

segunda-feira, 12 de julho de 2010



Há casas especiais.
Por mais que tenham sido deixadas ao acaso, elas reverberam o que foram. Como ondas de uma pedra jogada ao lago trazem consigo histórias encravadas.
E, então, uma parede com a pintura descascada passa a ser um mapa e revela a geografia dos dias que foram. As janelas que abrigaram os sonhos debruçados das noites quentes do verão - um retorno, uma carta, um sinal de esperança que o amor pode ser -, agora com os vidros partidos e sem cortinas, insinuam seus mistérios.
São pequenos pedaços de uma arquitetura que não quer morrer.
E é no silêncio dos dias que elas nos sussurram suas histórias.
Este é o tema de uma nova série que inicio hoje: sussurros.
Espero que gostem.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Uma semana em Portugal








Em uma semana tantas coisas acontecem. Amizades renovadas, abraços longos repletos de carinho, novos afetos...
A mesma cidade e as mesmas gentes - tudo tão igual e tão diferente.
Têm sido assim meus dias. Entre mar e páginas que começam a se encher (há muitas em branco e por isso mesmo há esperança), meus dias na terra que amo vão correndo bem. Queria que fossem mais lentos, há tanto a dizer e fazer.